Pesquisar este blog

domingo, 3 de agosto de 2014

A INOVAÇÃO: UMA RELAÇÃO ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA NA PERCEPÇÃO DE PEQUENAS EMPRESAS

Este estudo foi desenvolvido em parceria com  Júlia D Herrmann (amiga e colega de doutorado)  e tem o objetivo de evidenciar o entendimento das empresas de pequeno porte vencedoras de editais públicos no estado do Rio Grande do Sul de forma  e verificar se suas práticas estão alinhadas ao conceito de inovação aberta. Tidd, Bessant e Pavitt (2008) argumentam que o conceito de inovação apresenta variações de entendimento. A inovação pode ser associada ao processo de renovação da empresa, neste sentido apresenta-se como uma atividade genérica associada à sobrevivência e ao crescimento. Além do entendimento do conceito de inovação, este trabalho argumenta sobre a interação da inovação com a aprendizagem das empresas, e a gestão das práticas de exploration e exploitation como uma forma de fomentar a inovação. As empresas entrevistadas apresentam o conceito de inovação vinculado ao retorno econômico mas admitem que algumas inovações não geram retornos mensuráveis e consideram que a prática compreende um processo combinatório em que a interação é um elemento crítico e essencial. Verifica-se que a diversidade de conceitos não dificulta a prática da inovação, e aponta-se que a gestão da inovação requer o entendimento de um conjunto de fenômenos complexo, incerto e altamente arriscado.


Palavras-chave: Gestão da Inovação. Inovação Aberta. Conhecimento. Aprendizado.
Autores: Guilherme Wiedenhöft  e Júlia D Herrmann


Para acessar o artigo completo: clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário