Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Empresas de valor investem em infraestrutura de TI



"Integrar novas tecnologias e rever se a infraestrutura da empresa está condizente às necessidades de produção, são assuntos que devem estar na pauta de administradores, gestores de TI e funcionários da empresa".

Os investimentos na infraestrutura de TI e o papel da tecnologia de informação é vital para as empresas que estão buscando melhor desempenho. Aumento de produtividade, otimização de processos, redução de custos operacionais são alguns resultados mensuráveis e responsáveis, em grande parte, pelo sucesso de muitos negócios e as empresas não podem mais permanecer desconectadas. As ferramentas e tecnologias utilizadas para reunir e compartilhar dados estratégicos estão contribuindo cada vez mais para a rápida expansão das transações comerciais. Mas fica a dúvida: ‘troco a telefonia e opto pelo melhor plano de internet, realizo um upgrade dos servidores, escolho os melhores roteadores, computadores, switches e impressoras. Faço por vezes para não pesar no orçamento uma vez que, analisados isoladamente, o investimento em infraestrutura de TI não representará um gasto vultoso para a empresa’? Entretanto, o que diferencia uma organização eficiente de uma não-eficiente é justamente a forma como ela conduz a gestão da infraestrutura de todo o conjunto. Cabe ao gestor de TI saber criar valor a partir da integração dessas tecnologias e fazer com que o investimento represente o aumento de produtividade almejado, evitando que a percepção sobre os recursos aplicados não tenham sido plenamente compensadores. O administrador sempre espera um aumento de produtividade depois de investir em tecnologia. O que muitas empresas esquecem é que quase sempre é possível aproveitar e valorizar as instalações existentes. O ponto de partida para aferir uma melhor gestão da infraestrutura de TI, deve levar em consideração alguns passos importantes:

1. Manter o inventário atualizado do ambiente de TI, incluindo computadores e ativos de rede;

2. Investir na atualização dos equipamentos, com as últimas versões de software disponibilizadas pelos fabricantes – tanto de computadores quanto de roteadores, switches e outros equipamentos ativos;

3. Identificar possíveis gargalos e vulnerabilidades que possam afetar a performance do negócio, tomando as decisões corretivas e preventivas no momento certo e não quando surgem problemas;

4. Investir em suporte técnico. Esse processo de mapeamento, atualização e identificação de gargalos e vulnerabilidades deve ser entregue à empresas com expertise necessária.

A boa gestão da infraestrutura de TI de uma empresa maximiza os investimentos feitos e potencializa os ganhos de produtividade. Além disso, ter o ambiente mapeado e sob controle pode oferecer ao gestor de TI todos os dados necessários para defender um novo investimento quando a produtividade estiver sendo prejudicada pelo ambiente. A melhor forma de defender a necessidade de investimento em TI é sendo pró-ativo e mostrando ao administrador da empresa que a falta de recursos acarretará em um custo de produtividade muito maior do que o valor a investir.

Glauco Nunes (Diretor-presidente da LatinTec, integradora gaúcha focada em soluções de comunicação para grandes empresas). HSM Online 26/11/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário